Callink promove campanha conscientização durante o carnaval

Fev 12 2015

“Não importa a sua fantasia, saia sempre no bloco da prevenção”: esta é uma das frases utilizadas em uma campanha promovida pela Callink para conscientizar seus colaboradores sobre a importância do uso de preservativos na prevenção da AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis, principalmente durante a folia de Carnaval. Para promover esta conscientização, a empresa irá distribuir 4 mil kits, que contém leques e folders com orientações sobre formas de transmissão imagem leque 400e prevenção de DSTs. Além das orientações, todos os 4 mil colaboradores da empresa receberão preservativos masculinos e femininos, que serão distribuídos de forma gratuita na próxima sexta-feira (13).

A ação é uma realização da Callink, em parceria com a equipe do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho – SESMT- da empresa e Prefeitura de Uberlândia. O principal objetivo é fazer com que os colaboradores estejam mais atentos aos cuidados com a saúde e a prevenção de doenças, principalmente durante o Carnaval, como explica a enfermeira do trabalho da Callink, Letícia Ávila. “Como a maioria de nossos colaboradores é composta por jovens, desenvolvemos esta ação preventiva, com o objetivo de fazer com que eles estejam bem orientados e conscientes quando forem aproveitar o Carnaval”, afirmou.  

Para a gerente de RH da Callink, Marcela Martins Pimenta, a campanha demonstra a preocupação da empresa com a saúde e a integridade dos colaboradores. “A Callink está sempre atenta às necessidades e cuidados com a saúde dos colaboradores, pois eles são o maior patrimônio da empresa. Notamos que é cada vez mais importante o desenvolvimento de campanhas educativas como esta para que assim possamos preservar a integridade do nosso capital humano, que tratamos com respeito e transparência”, destacou a gerente.  

Os kits serão distribuídos pelas equipes do SESMT, com o apoio da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA - da Callink em todos os setores e operações da empresa, que conta com 4 mil colaboradores.

Leia mais

Inserir o deficiente no mercado de trabalho

Instituto Algar doa R$ 190,7 mil a entidades

Por que não incentivar projetos sociais?

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn