Um passo à frente na discussão sobre trabalho remoto e colaboração

Abr 11 2013

Estas são perguntas válidas, mas ao se considerar o impacto que a colaboração pessoal pode ter na produtividade, talvez as empresas precisem pensar sobre o assunto de forma mais holística. Enquanto limitar o trabalho remoto pode funcionar para melhorar a colaboração nos escritórios, as empresas precisam perguntar a si mesmas que medidas as corporações globais devem implementar para melhorar a colaboração em tempo real pelo país e pelo mundo. Tirar proveito de filosofias e tecnologias de colaboração corporativas é essencial porque a colaboração eficaz muitas vezes pode não acontecer sozinha.

Colaboração em qualquer lugar
Ideais e avanços das mídias sociais e da tecnologia certamente melhoraram a capacidade das empresas de trabalhar em diferentes escritórios, regiões, países e continentes. Agora, as tecnologias de colaboração não apenas permitem a interação entre funcionários ao telefone, mas por outros métodos de colaboração também. Os funcionários podem gerenciar sua disponibilidade e atividade por meio da telepresença, usar Instant Messages (IM) em grupo para realizar reuniões virtuais e compartilhar documentos e telas de computador para colaborar em seus projetos. Tudo isso deu às empresas a capacidade de amplificar a colaboração e processos de negócios mais unificados, usando a tecnologia para a comunicação interna, e o compartilhamento de ideias e conhecimento, e, no processo, eliminar os silos no local de trabalho.

As empresas precisam explorar as mesmas tecnologias que transformaram o comportamento do consumidor para competir com sucesso. É aqui que as tecnologias de Comunicação Unificada e Colaboração (UCC, na sigla em inglês) têm um papel central, ao permitir que a infraestrutura organize e unifique a comunicação dentro da empresa de uma forma que não era possível, ou prática, algum tempo atrás. A tecnologia UCC é essencial para os esforços das empresas no sentido de organizar as pessoas e processos em torno da eliminação de esforços fragmentados e descoordenados ao longo de vários departamentos e escritórios.

Trabalhar de casa não é necessariamente para os Yahoos!
Sim, a colaboração pessoal é capaz de estimular mais a criatividade e produtividade que o trabalho remoto, mas isso não quer dizer que os programas de trabalho remoto não possam ser bem-sucedidos com as tecnologias e processos corretos. Veja o setor de atendimento ao cliente, por exemplo. À medida que mais contact centers deixam localidades offshore e voltam para os EUA, muitas empresas estão tirando proveito não apenas de trazer os agentes de volta para os EUA, mas de volta para suas próprias casas. Com o uso de tecnologias de colaboração, os agentes que trabalham em casa podem conversar e interagir com representantes de vendas, acessar conteúdos específicos e envolver especialistas por meio de software de colaboração e participar de videoconferências. Este tipo de colaboração melhora o tempo de resolução e a satisfação do cliente, sem necessariamente prender o agente à sua mesa de trabalho. Isso é imperceptível para o cliente e a colaboração não é comprometida ? pelo contrário, dá acesso a uma gama de talentos e habilidades específicas ainda maiores.

A verdade é que a produtividade por meio da colaboração não é necessariamente dependente da proximidade física. No entanto, as empresas precisam potencializar a tecnologia de colaboração para potencializar de forma eficaz a sua força de trabalho, não importando se eles estão no cubículo ao lado ou em outro continente.



Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn