Como os jovens brasileiros gastarão o primeiro 13º Salário de suas vidas?

Dez 26 2014

O Centro de Estudos e Tendências da Atento realizou um levantamento junto aos seus funcionários que receberão seu 13º salário pela primeira vez, neste ano. Foram entrevistadas 3.200 pessoas distribuídas pela empresa em todo o território nacional, sendo 71% do sexo feminino e 29% do sexo masculino, na faixa etária de 18 a 40 anos, sendo 85% de 18 a 25 anos.

imagem geracao y 2 400O objetivo da pesquisa foi o de entender os hábitos, o comportamento e os planos destes trabalhadores que neste ano ingressarão no mercado de consumo. Os resultados, no entanto, foram surpreendentes. Quando perguntados em que gastariam essa renda extra, 31% dos pesquisados responderam que usarão o 13º salário para pagar dívidas; 23% economizarão para planos futuros, como a casa própria, carro, viagens; 20% investirão em educação; 12% gastarão com presentes de Natal; 11% usarão para pagar IPTU/IPVA e 3% investirão em saúde e estética.

Outro dado relevante foi a preocupação dos jovens com o rotativo do Cartão de Crédito, afinal, os integrantes da pesquisa têm uma renda média de um salário mínimo e fazem parte das classes D e E, parcela da sociedade que recentemente teve acesso ao crédito e ainda está aprendendo a lidar com esta nova ferramenta. Dessa forma, 43% usarão o 13º para amortizar a fatura dos cartões de crédito; 25% pagarão contas atrasadas, 20% pretendem regularizar sua situação junto aos órgãos de proteção ao crédito, 7% quitarão, total ou parcialmente, financiamentos bancários pendentes e 5% usarão para cobrir o cheque especial.

No entanto, mesmo com a necessidade de pagar dívidas e acertar pendências, 23% dos entrevistados demonstram interesse e disposição para economizar para a realização de planos futuros. Entre as mulheres, 55% desejam economizar para realizar o sonho da casa própria. Já 58% dos homens visam gastar suas economias em viagens e na aquisição de automóvel ou moto.

Há ainda, os 12% que pretendem gastar em compras, principalmente, pela aproximação das festividades de fim de ano. Destes, 53% das mulheres pretendem comprar roupas, sapatos e acessórios; e 25% dos homens desejam adquirir smartphones e produtos eletrônicos.

“Os resultados da pesquisa representam a quebra de um paradigma, pois percebemos que o jovem está cada dia mais consciente e responsável. Mesmo com o primeiro 13º em mãos, jovens cheios de sonhos, decidem priorizar o pagamento de dívidas, economizar para o futuro ou investir em educação, ao invés de gastar o salário com presentes. As mulheres, sem dúvida, continuam pensando na casa mais que os homens, mas mesmo assim eles demostram uma maturidade em relação ao dinheiro”, afirma Regis Noronha, diretor executivo de Marketing e Salles Support da Atento.

Leia mais

As múltiplas personalidades do atendimento ao cliente

Tecnologia contribui para o crescimento do setor

O cloud computing e o atendimento virtual

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn